Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

7 dicas para melhorar as suas entrevistas remotas de emprego

Publicado em 25 julho 2022 à 10:00
7 dicas para melhorar as suas entrevistas remotas de emprego

A adoção do trabalho remoto deu muito crédito a várias indústrias para escolherem procedimentos feitos à distância, excluindo deslocações, burocracias e custos associados a processos presenciais. Os gabinetes de recursos humanos passaram a utilizar o Zoom, Skype ou Google Meet e tiraram partido destas ferramentas para alargar o leque de candidatos e tratar de todo o processo de recrutamento de forma remota. Ao ser entrevistado desta forma, estas são algumas dicas que deve seguir.

  1. Preparação

O melhor improviso é o planeamento. Aqui deve estudar a empresa e a vaga para demonstrar que está comprometido. Escolher roupa apropriada (pelo menos da cintura para cima) e beber água. Estude aspetos técnicos associados à sua profissão para não ficar em silêncio quando lhe perguntarem "como se calcula o ROI" ou "o que é um crédito consolidado". Ao ter um plano, pode melhorar as suas respostas com ideias que surgem durante a conversa.

  1. Ser pontual

Esta dica é óbvia, mas pode ser mais importante do que julga. Em certas culturas, como a alemã, a suiça ou a japonesa, chegar atrasado é uma falta de respeito imperdoável pelo tempo dos outros. Assim, um atraso de 1 minuto pode ser o suficiente para ser excluído. Tente estar 100% pronto pelo menos 10 minutos antes da hora combinada.

  1. Testar tudo

A sua ligação à internet é boa? Falha quando tem de partilhar o ecrã ou começar uma apresentação? A divisão da casa que escolheu para a entrevista é a mais indicada? O que aparece atrás de si é apropriado? A luz é forte o suficiente? Ouve-se barulho da rua? Pense em todos os pormenores que podem "estragar" a sua entrevista e evite-os.

  1. Olhar para a câmara

É o oposto do que acontece nos filmes. Durante as entrevistas deve olhar sempre para a câmara, vulgo a pessoa com quem está a falar. Esta dica simples assegura que passa credibilidade e segurança para o entrevistador. Ao olhar para baixo ou para o lado está a evidenciar falta de foco ou atrapalhação.

  1. Ter um pitch

Criar um discurso fluído e empático de 1 ou 2 minutos sobre si é fundamental hoje em dia. Este pitch deve conter as informações básicas sobre si (formação, experiência, conquistas, etc.), mas também aspetos mais divertidos e diferenciadores. Se treina uma equipa de voleibol para refugiados ou se visitou 43 países à boleia, pode referir isso como algo que o caracteriza. Este pitch pode dar-lhe crédito infinito para o resto da entrevista.

  1. Humanizar a experiência

Por muito boas que sejam as ferramentas de videochamada, nada se compara ao contacto presencial. Assim, é importante que humanize a conversa e crie o máximo de empatia com a outra pessoa. Não se esqueça que do outro lado está apenas uma pessoa igual a si e que a pior coisa que pode acontecer é não ficar com o trabalho. Seja honesto nas suas respostas e contribua para uma boa conversa.

  1. Fazer perguntas

Ainda há muita gente que olha para uma entrevista como algo unidirecional. Certo é que os recrutadores dão muito crédito aos candidatos que fazem perguntas e se interessam sobre a empresa. Aqui o truque é ser o mais genuíno possível e perguntar algo que realmente quer saber. Por norma, estas questões devem ser colocadas no fim, mas podem ser feitas durante a conversa, caso esta esteja a fluir bem.

Simulação gratuita
Projecto
Créditos a decorrer