Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Taxa de esforço : O que é e como calcular?

Publicado em 6 janeiro 2020 à 09:00
Taxa de esforço : O que é e como calcular?

A situação financeira de muitas famílias portuguesas pode ser algo complicada, devido a todas as dinâmicas criadas pela remuneração que, quando comparada com as obrigações mensais e a inflação dos produtos, é muitas vezes insuficiente.

Com as mensalidades do seu crédito à habitação, o crédito automóvel ou um crédito pessoal para pagar (ou eventualmente, já para efeitos de poupança, um crédito consolidado), que se somam ainda às despesas familiares com alimentação, transportes e educação; muitas pessoas sentem a necessidade de buscar alternativas viáveis que lhes permitam gerir melhor as suas finanças, de forma a garantir a redução no valor mensal das despesas ou de aumentar os rendimentos mensais efetivos.

O cálculo da taxa de esforço pode ser importante neste processo para que a família consiga melhorar a sua gestão a nível financeiro. Mas, afinal, o que é a taxa de esforço? Como pode calculá-la? E como pode reduzi-la? Venha descobrir mais sobre esta questão.

Taxa de esforço: do que se trata ?

A taxa de esforço pode ser explicada como a percentagem específica do rendimento de um agregado familiar que tem como destino o pagamento das mensalidades dos créditos contraídos.

Para se saber qual é a taxa de esforço é preciso saber qual é o valor que permanece após o pagamento destas obrigações e quanto fica, para o pagamento de todas as despesas que se somam a estes créditos, tais como as restantes práticas familiares, as despesas relativas a transportes, a educação e a supermercado.

Para que se torne possível uma vida equilibrada e estável, é recomendado que esta taxa nunca ultrapasse os 33% do rendimento familiar. Ou seja: um terço do rendimento total da família.

Como calcular a taxa de esforço ?

Existe uma fórmula que permite o cálculo da taxa de esforço. Nesta, deverá dividir os encargos financeiros pelo rendimento líquido total do seu agregado familiar, multiplicando este valor, posteriormente, por 100. Isto é: Taxa de Esforço = (Encargos financeiros / Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100.

Para que possa fazer este cálculo é necessário que considere o valor exato das suas despesas em exclusivo com os créditos, não se considerando outras despesas como o supermercado ou os pagamentos mensais dos seus serviços de água, luz, gás ou telefone, entre outros.

É possível reduzir a taxa de esforço ?

Para muitas famílias a redução da taxa de esforço é fundamental. Os gastos com os créditos precisam, muitas vezes, de ser reduzidos para garantir uma maior tranquilidade financeira e permitir uma vida mais pacata e sadia.

A renegociação dos créditos ou a sua aglomeração numa só mensalidade com o crédito consolidado poderá ser uma boa opção para este efeito. A mudança do crédito para outra instituição, que tenha condições melhores, embora possa ser um processo mais demorado, é também uma possibilidade.