Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

O que é e como como reduzir a taxa de esforço?

Publicado em 10 junho 2019 à 10:00
O que é e como como reduzir a taxa de esforço?

Muitas famílias encontram-se numa situação complicada no que diz respeito à sua gestão financeira. A gestão de todas as despesas familiares pode tornar desafiante, fazendo questionar quais as alternativas para conseguir reduzir as despesas ou aumentar os rendimentos mensais.

A renegociação de créditos ou a sua junção num só crédito consolidado poderá ser uma opção viável e vantajosa para muitas destas famílias. Ainda assim, outras opções existem.

No que diz respeito às famílias com créditos, saber como reduzir a taxa de esforço poderá ser bastante útil para ajudar na gestão financeira. Saiba como pode fazê-lo.

O que é a taxa de esforço?

A taxa de esforço diz respeito à percentagem do rendimento do agregado familiar que se destina a saldar as mensalidades do crédito ou créditos até então contraídos.

Fundamentalmente, este diz respeito ao valor que permanece depois do pagamento dos créditos e que sobra, para poder ser utilizado nas restantes despesas familiares, como a educação dos filhos, a alimentação, os transportes e as restantes atividades familiares.

Para que a vida quotidiana seja viável, a taxa de esforço não deve exceder um terço do rendimento total do agregado familiar. Isto é, não deverá ser maior do que 33%. Ainda assim, no crédito habitação, não é incomum que o limite máximo se encontre nos 40%.

Como pode reduzir a taxa de esforço?

Nos casos em que a taxa de esforço é muito elevada, isto significa que a família poderá estar a gastar uma grande parte do seu rendimento com o pagamento do crédito.

Neste caso, é importante pensar nas formas como a família poderá reduzir a taxa de esforço para conquistar um quotidiano mais tranquilo no que diz respeito à gestão financeira.

Para reduzir a taxa de esforço, a primeira alternativa é que a família tente falar com a sua instituição credora para renegociar o crédito. Conseguir esta renegociação pode significar a redução da taxa de esforço, na medida em que pode obter melhores condições ou conseguir o alargamento do prazo do pagamento desse mesmo crédito. É ainda possível, embora potencialmente mais moroso, transferir os créditos para uma outra instituição credora, que lhe ofereça melhores condições.

O crédito consolidado, que corresponde à aglomeração de todos os créditos num único pode, também, ser uma alternativa viável (ou mesmo a melhor opção). O crédito consolidado ajudará a melhorar o cenário das suas finanças familiares, contribuindo para uma melhor fluidez económica e uma menor taxa de esforço.