Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Incumprimento do Crédito Habitação - o que devo fazer?

Publicado em 27 maio 2019 à 11:00
Incumprimento do Crédito Habitação - o que devo fazer?

A gestão da vida financeira é um verdadeiro desafio para muitos portugueses. Ainda que tentem fazer manobras de poupança que permitam o pagamento de todas as suas obrigações, muitas famílias sentem uma verdadeira dificuldade no momento de pagar todas as suas contas.

No seio deste tipo de constrangimento, não é incomum que o crédito habitação ou outros créditos fiquem em estado de incumprimento. Posteriormente, o não pagamento dos empréstimos pode ser responsável por outras situações danosas, incluindo a dificuldade na obtenção de um emprego, os problemas legais, as penhoras e a própria dificuldade de aquisição de novos créditos.

Para facilitar o pagamento dos créditos, uma boa alternativa é a junção dos vários empréstimos num único crédito consolidado.

Caso não queira fazê-lo ou não consiga solucionar assim os seus constrangimentos financeiros, no entanto, é muito importante que saiba o que fazer perante o incumprimento no seu crédito habitação.

A compra da casa e os créditos habitação

Usualmente, quando os portugueses compram uma casa, estes têm de recorrer a um empréstimo junto de uma instituição bancária.

Este pedido obriga, por norma, a que sejam apresentadas garantias para o caso do requerente entrar em incumprimento. Documentos que comprovam o rendimento familiar, apresentação de bens como garantia ou o recurso a fiadores são algumas das garantias mais comuns.

Apesar disto, a verdade é que, perante as dificuldades financeiras, muitas pessoas acabam por sentir dificuldades no pagamento dos seus créditos, tornando-se importante perceber qual a melhor forma de ação no caso de impossibilidade de pagamento.

O que fazer perante o incumprimento?

Quando uma pessoa ou família entram em situação de incumprimento – ou perante a possibilidade de que tal venha a acontecer – poderá ser útil, no momento da realização do empréstimo, que contrate um seguro que proteja o pagamento das prestações em situações como o desemprego, a doença ou eventual redução de rendimentos.

Além disso, caso a sua situação pessoal se complique, pode tentar renegociar a dívida e reduzir o valor das prestações.

O Plano de Ação para o Risco de Incumprimento (PARI) é também uma lei que visa ajudar neste tipo de situação, tentando aplicar procedimentos que evitem o próprio incumprimento no pagamento do crédito.

Acima de tudo, se achar que pode entrar em situação de incumprimento, é importante que avise a instituição credora para ficar a saber melhor todos os seus direitos e deveres.