Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Consolidação de créditos pode ser a resposta para o fim das moratórias

Publicado em 23 abril 2021 à 10:00
Consolidação de créditos pode ser a resposta para o fim das moratórias

O fim das moratórias pode representar um novo desafio para as famílias nacionais. Venha compreender como a consolidação de créditos pode ajudar a enfrentar o regresso do pagamento de prestações.

A situação dos portugueses, no que respeita ao pagamento do seu crédito (ou créditos) foi amenizada quando, devido ao início da pandemia e consequentes problemáticas económicas, foi governamentalmente estipulada a introdução de moratórias para estes pagamentos.

Esta medida surtiu uma alívio profundo entre as empresas e trabalhadores que viram os seus rendimentos reduzidos, em alguns casos de forma profunda, durante o tempo de confinamento, motivado pela Covid-19.

Além das moratórias públicas, outros protocolos de instituições privadas de crédito avançaram igualmente com moratórias privadas que abrangiam créditos como o pessoal ou o hipotecário.

As várias alterações nos regimes das moratórias públicas têm alargado o seu prazo, embora muitas das moratórias privadas tenham já terminado.

Nesta fase, com as várias moratórias a caminhar para o seu término, os portugueses questionam-se quanto a alternativas que permitam amenizar o impacto que o pagamento das mensalidades terá no seu orçamento familiar.

Perceba como um crédito consolidado pode ser a resposta.

Prazos das moratórias e sua problemática

A situação financeira complexa de muitas famílias portuguesas tem levado à revisão sucessiva das questões relacionadas com as moratórias.

No caso de ter solicitado uma moratória privada para o crédito à habitação, o prazo da mesma já terminou no passado dia 31 de março, sendo que os créditos pessoais têm como data limite o dia 31 de junho.

Já as moratórias públicas podem ter duração até 30 de setembro (caso tenha solicitado esta opção) ou, caso tenha feito a adesão à moratória já em 2021, poderá usufruir da mesma até 31 de Dezembro.

Em todo o caso, com um prazo curto, muitos portugueses encontram-se já à procura de alternativas.

Consolidação de créditos: uma resposta possível

Numa situação económica complexa, muitas famílias portuguesas estão, atualmente, à procura de alternativas, para que se torne mais fácil a gestão das suas economias no momento de voltarem a ver-se confrontados com o pagamento das suas prestações de empréstimos.

Para quem tem mais do que um crédito, uma forma de amenizar o impacto que as prestações têm na economia mensal é a consolidação dos créditos num só.

Este processo não só permite, por vezes, que aproveite um novo financiamento, como também ajuda a reduzir de forma significativa a mensalidade dos empréstimos.

Outro benefício será o facto de se tornar mais fácil gerir as finanças, já que terá uma única mensalidade para com uma única instituição.

Nesta fase do fim das moratórias, o crédito consolidado pode, portanto, ser um forte aliado na economia familiar.

Simulação gratuita
Projecto
Créditos a decorrer