Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Certificados COVID: Como funcionam e como obter?

Publicado em 15 junho 2021 à 10:00
Certificados COVID: Como funcionam e como obter?

A emissão dos Certificados COVID está para breve. Venha compreender como irá funcionar este documento e como pode obtê-lo.

A pandemia mudou as vidas de todos e, para algumas pessoas, o seu impacto foi devastador, tanto em termos de perdas humanas como financeiras.

Aos poucos, seguindo os planos de desconfinamento e tentando retomar a normalidade, as pessoas começam a questionar inúmeras coisas, incluindo o fim das moratórias do crédito e sucessivo impacto que o retorno dos pagamentos da mensalidade do crédito habitação ou do crédito pessoal terão nas suas vidas; as datas e procedimentos de agendamento das suas vacinas ou a questão dos certificados que comprovam a imunização, para fins laborais ou de viagem.

De facto, todas estas questões têm estado sob discussão. Dando-lhes resposta, muitas entidades estão a apontar o crédito consolidado como resposta para o fim das moratórias, a incentivar a marcação das vacinas e a disseminar informação sobre o funcionamento dos certificados.

Hoje, esta última temática é o nosso foco. Venha saber como funcionam os certificados COVID e como pode obtê-los.

Certificado Digital Covid: conheça o documento

Portugal está na linha da frente na emissão dos certificados digitais Covid, segundo informou o governo. António Costa, atual primeiro-ministro e que detém a presidência rotativa do Conselho Europeu, já assinou o regulamento para a criação do documento.

O certificado digital Covid” visa facilitar as viagens dentro da União Europeia durante o tempo da pandemia e entra formalmente em vigor a 1 de julho deste ano. Segundo o Ministério da Saúde, em Portugal, a fase de teste será iniciada ainda em junho.

Quais os critérios para obter este certificado?

O certificado digital Covid da União Europeia servirá para garantir que o seu portador se encontra imunizado contra o Sars-CoV-2. Nesta medida, o documento destina-se a:

  • Pessoas vacinadas contra o Sars-CoV-2.
  • Pessoas naturalmente imunizadas, por terem desenvolvido, devido à infeção, anticorpos contra o Sars-CoV-2.
  • Realização recente de um teste à Covid-19, com resultado negativo.

 

Vale a pena salientar que estes certificados são distintos mas criados com base num modelo comum aos vários estados-membros da UE.

É ainda importante saber que alguns países poderão adotar medidas extra no que respeita ao trânsito pelo seu território, incluindo quarentena ou outras restrições.

Como é feita a emissão do documento

Estando tecnicamente pronto para a integração deste certificado e com a passagem da fase experimental à aplicação prática, Portugal é um dos primeiros a avanºar com a sua emissão.

Este documento é emitido em dois idiomas (o idioma nacional e inglês) gratuitamente nos países da UE. Trata-se de um documento facultativo, cujo funcionamento será similar ao dos cartões de embarque e poderá ter um formato impresso ou digital. Em ambas as formas, deste constará um Código QR para facilitar a leitura do documento por dispositivos eletrónicos, permitindo o acesso à informação do portador e ao selo digital que garante a autenticidade do documento.

Simulação gratuita
Projecto
Créditos a decorrer