Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Crédito Consolidado: Juntar créditos compensa?

Publicado em 13 maio 2019 à 10:00
Crédito Consolidado: Juntar créditos compensa?

Muitas famílias necessitam de recorrer a vários créditos para conseguirem gerir as suas vidas quotidianas. Embora, no momento da aquisição de bens essenciais, como a casa, o carro ou os eletrodomésticos os créditos pareçam viáveis; algumas pessoas encontram, ao fim de algum tempo, dificuldade em cumprir o pagamento de todas estas prestações a par com as contas da casa e as restantes despesas familiares.

As dificuldades inerentes às finanças e as novas dinâmicas económicas, assentes na contração de vários créditos, foram justamente algumas das razões que levaram à busca por soluções mais económicas e que permitissem às famílias pagar a sua dívida sem terem de se privar das suas necessidades.

Os créditos consolidados surgiram, então, para dar resposta a este tipo de situação. Sabe de que se trata o crédito consolidado? E será que juntar créditos compensa? Venha descobrir!

Créditos consolidados: o que os define?

Quando uma mesma pessoa adquire diversos créditos (como o crédito habitação, auto e pessoal, por exemplo), acaba por ficar com várias prestações para pagar durante o mês, o que pode dificultar a gestão do orçamento familiar.

Os créditos consolidados podem ser definidos como soluções que permitem que estes créditos sejam aglomerados num só, fundindo-os e fazendo com que todas estas prestações se juntem numa única prestação, usualmente mais baixa do que a soma das antigas prestações.

O crédito consolidado pode ser até 60% mais baixo do que a soma dos anteriores créditos e pode ser a solução para equilibrar as economias no seu lar.

Juntar créditos compensa?

Existem várias vantagens na junção dos créditos num só. Quando decide seguir por um dos créditos consolidados, irá notar que existe, para começar, uma grande oferta e que as vantagens inerentes a este tipo de crédito acontecem a curto, médio e longo prazo.

Para começar, o cálculo de taxas de juros e da duração do crédito permitirão uma maior poupança, já que, usualmente, as taxas de juro dos créditos consolidados são mais interessantes para quem as adquire.

Sentindo um menor peso mensal no seu orçamento, já que as contas reduzirão com a junção dos créditos, poderá iniciar uma poupança mensal que lhe permitirá, se desejar, em momento apropriado, fazer a amortização deste crédito e reduzir o número de prestações.

Por fim, uma grande vantagem da aglomeração dos seus créditos é que, em caso de necessidade, esta situação irá permitir que obtenha mais créditos caso o deseje e necessite. Usualmente, os adquirentes de um crédito consolidado são melhores candidatos para a obtenção de novos empréstimos.

E riscos? Existem?

Os créditos consolidados são globalmente considerados uma boa opção. Isto não significa, no entanto, que não deva ter atenção a alguns aspetos.

Deverá ter em atenção que este é um crédito maior e no qual poderá ter de pagar mais juros. O ideal será, em todas as situações, fazer uma simulação e estudar cautelosamente as vantagens e desvantagens destes créditos para o seu caso particular.