Notícias
Notícias sobre as soluções financeira

Novos passes de transporte: único em Lisboa e mais baratos

Publicado em 26 março 2019 à 10:00
Novos passes de transporte: único em Lisboa e mais baratos

Se precisa de fazer obras em casa é natural que já esteja a fazer as contas ao seu tempo, dinheiro e paciência. De facto, as obras em casa tendem a gerar alguns problemas e, por isso mesmo, a emoção global associada a estas não é a melhor.

No que diz respeito aos custos, as famílias começam, de imediato a sentir alguma ansiedade. A potencialidade de gastos excessivos, numa fase onde já é difícil gerir os pagamentos dos serviços, dos transportes, da alimentação e da mensalidade do crédito (crédito habitação, crédito pessoal ou automóvel) ou, eventualmente, do crédito consolidado – torna-se assustadora.

Evidentemente, a par com o medo e a ansiedade, chega também o desejo de ver a obra feita e o entusiasmo com a mudança. E é nestes que, ideologicamente, deverá focar-se.

Para que possa aproveitar os melhores sentimentos trazidos pelas obras na sua casa, no entanto, e importante que saiba alguns aspetos a considerar antes de iniciar a obra.

Detalhes a conhecer antes de começar obras em casa

O pedido de vários orçamentos é o primeiro passo do processo. Tome o seu tempo para escolher o empreiteiro, analisando detalhadamente os trabalhos a realizar e o respetivo preço. Neste processo, procure saber em concreto os preços dos materiais.

Uma vez escolhido o empreiteiro, será necessário que se definam alguns pontos fundamentais, como o plano de finalização da obra e as formas de pagamento. Independentemente da forma de pagamento acordada, será importante que peça uma fatura, que servirá de comprovativo caso necessite de reclamar.

Conflitos resultantes de obras em casa

Alguns problemas são bastante comuns quando se realizam obras em casa. O prejuízo causado pelo atraso nos prazos estipulados, o abandono da obra pelo empreiteiro ou a descoberta posterior de defeitos são constrangimentos comuns.

Deve saber, neste caso, que terá sempre os profissionais que realizam a obra têm de lhe dar conhecimento de qualquer alteração, não podendo avançar para qualquer alteração sem o seu consentimento prévio.

Além disso, antes de aceitar a obra, é recomendado que exista uma fiscalização. A peritagem irá garantir que tudo se encontra conforme o desejado, evitando conflitos posteriores. Em todo o caso, os bens de consumo resultantes da obra contam, por lei, com 2 anos de garantia.